2- ir ao boliche (#20 antes dos 20)

IMG_6893

Dia 3 de setembro de 2013 foi meu dia de sorte. Consegui realizar o segundo item da minha lista do projeto e me surpreendeu bastante.

Há anos falo que quero ir ao boliche e nunca tive a oportunidade de ir. Talvez, por falta de companhia ou algo que te dê um start. Todo ano adiava essa possibilidade.

O que aconteceu de inesperado foi que na minha cidade abriu um boliche e o bairro é vizinho ao meu. A vontade só aumentou. Por questão de integração, meu curso de inglês (CCAA) organizou uma tarde com os alunos nesse novo boliche e é claro que eu fui.

Desde cedinho, meu dia foi recheado de sorte – ou pura sincronicidade. Acordei bem disposta no sábado, fui pro curso de inglês e quando saí, me deparei com uma loja que estava em promoção inaugural com preço fixo de R$1,50. Era uma daquelas lojas de 1,99 que você encontra de tudo (desde brinquedos até utilitários).

Depois de me acabar na loja e sair com sacolas imensas na mão, encontrei um restaurante muito bom para almoçar. O restaurante dava até sobremesa de graça! A comida e o preço eram realmente bem aconchegantes.

Quando cheguei no ponto, em menos de um minuto, o ônibus chegou. No terminal, a mesma coisa. Em casa, me arrumei pro boliche e tive uma das melhores tardes possíveis.

Minha primeira jogada foi razoável. Juro que depois eu joguei melhor, mas ainda não fiz um strike.

Quero voltar lá em breve.

IMG_6902IMG_6906IMG_6897IMG_69101234461_514859325264390_1136946526_n

Início.

Esse blog foi criado com a intenção de apresentar tudo que eu gosto em um só lugar. Percebi que no facebook não se pode guardar os posts e textos para sempre. O fotolog, desde quando mudou o layout, andou me desanimando demais. No entanto, ainda continuo com os dois.

Aqui terá tudo que remete à mim. Eu costumo dizer que sou um pouco de tanta coisa misturada numa só pessoa.

A criação de um blog também foi uma forma de me desafiar a escrever mais. Há alguns anos, parei de escrever na mesma frequência que antes e precisava de algo que me incentivasse a rabiscar papéis novamente. Encontro nessa página uma oportunidade de exercitar a minha escrita.

Inicia-se uma nova caminhada através da porta que abri.

Beijos,

Barbara Miyako.