12 – ir a um lugar diferente (#20 antes dos 20)

IMG_763411

Imagina acordar todo dia de frente para o mar, passar o dia inteiro praticando inglês, conhecer gente nova e ainda participar de festas e jogos divertidos?

Na mesma semana que fiz minha lista, surgiu a oportunidade de ir a uma imersão em Conceição da Barra.

Eu precisava de um tempo distante da rotina, da rua e dos prédios. Por isso, fugi do dia cinza da Grande Vitória e fui passar um final de semana em um hotel no norte do estado. Lugar de praia, calor e cores quentes… Um lugar que eu com certeza não iria se não tivesse listado. E não é que eu amei a Barra? Perdi A Banda Mais Bonita da Cidade, mas foi por algo tão bonito quanto. A Barra mais bonita do ES.

Quero muito voltar nesse hotel. O nome é Hotel Praia da Barra. Todos os quartos são de frente para o mar, a comida é maravilhosa e a área verde é digna de muitas fotos.

Estou muito orgulhosa das fotos que fiz lá na Barra. Gostei tanto que vou dedicar um post só pra elas. Coming Soon…

IMG_75891

Exposição do centenário de Rubem Braga.

Rubem Braga nasceu em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo. Foi cronista, jornalista e até atuou como correspondente na segunda guerra mundial. É considerado um dos grandes escritores brasileiros, exclusivamente, pelo desenvolvimento da crônica literária. O curioso é que Rubem Braga nunca escreveu um romance. 

No início do ano, os professores da faculdade não falavam em outro escritor que não fosse Rubem Braga. Todos os exemplos e a maioria dos trabalhos era sobre ele. Eu conheci o cronista fazendo pesquisas para os seminários que teria que apresentar. Descobri textos incríveis! Minha crônica favorita é “Os jornais”. Fiquei sabendo desde fevereiro que Vitória seria a primeira cidade que abrigaria a exposição do centenário do autor. Visitei na semana passada e adorei saber um pouco mais sobre o cronista que admirava os pássaros. A exposição estava muito divertida!

IMG_5374 IMG_5304

IMG_5292

IMG_5368IMG_53411IMG_5309

Aproveitei também e fiz uma visita na área de cima do Palácio Anchieta. Sempre quis ir ao palácio, mas nunca nem parei em frente. Fiquei impressionada com o design, a riqueza de detalhes e o luxo daquele lugar. Você se sente na mesma época dos móveis, esculturas, lustres e pinturas. Estou me perguntando por que deixei passar tanto tempo até ir lá… Certamente, existem muitos lugares no meu estado que eu ainda preciso conhecer.

IMG_5231

Para entrar na parte de cima do palácio é preciso colocar essas pantufas para não danificar o chão de madeira antiga.

IMG_5239

IMG_5241

IMG_5255IMG_5256IMG_5259IMG_5242IMG_52431

IMG_5246

O palácio é voltado para o porto de Vitória.

IMG_5250

A linha azul demarca onde o mar chegava antes de Vitória ser aterrada.

IMG_5251

IMG_5270

Lustre que representa o café (produto que alavancou a economia capixaba no século XIX)

IMG_5268IMG_5254

IMG_5233

A exposição “Rubem Braga – O Fazendeiro do Ar” está no Palácio Ancheita até o dia 26 de maio. A visitação ocorre em todos os dias da semana e é gratuita.